quinta-feira, 11 de Junho de 2009

DIETA YIN YANG

Ao observar a natureza, os antigos chineses deduziram que tudo no universo tem duas polaridades:
a Yin que poderíamos considerar o pólo negativo e o Yang, que seria o pólo positivo. Não existe uma conotação de bom ou mau, são polaridades dos fenômenos da natureza que se relacionam mutuamente e que se complementam.O yin não pode existir sem o Yang e vice-versa. São pólos extremos, opostos mas dentro do yin e do yang está incluída a sua parte oposta, ou seja, dentro da natureza yang, está o yin. Há um movimento cíclico e contínuo desses dois elementos: quando o Yin chega ao seu potencial máximo começa a se transformar em Yang. Um exemplo claro desse conceito seria compararmos o Yin como sendo Noite e Yang como sendo Dia. O dia não pode existir sem a noite, eles fazem parte do mesmo fenômeno, e se complementam. Quando a noite chega ao seu potencial máximo, meia noite, o yin começa a transformar-se em Yang (dia); este ao atingir seu limite (meio dia) começa a transformar-se em Yin; assim o ciclo é mantido. Entre os extremos (meia noite e meio dia) existem as fases intermediárias.
Poderíamos exemplificar também com as fases do ano, quando o inverno seria o yin e o verão o yang. Com fases intermediárias. Com esse conhecimento sabiam quando plantar e colher.Observando a natureza, os antigos chineses deram origem à filosofia Taoísta que, de forma pragmática, servia para interpretar tudo no universo.Assim no Tao, o Universo é formado por duas partes opostas, yin e yang que têm como lei: a contradição, a interdependência, o crescimento, a diminuição e a mutação entre eles.
Tudo tem polaridades opostas e interdependentes. No organismo vivo, se o yin se separar do yang, termina a vida. O alimento é yin (matéria) o metabolismo é yang (energia).
O desequilíbrio entre yin e yang gera doença, esse movimento existe no corpo, um transformando-se no outro de forma harmônica, durante o dia predomina o sistema simpático que propicia atividade, a noite há um predomínio do parassimpático, proporcionando repouso. Isso de forma interdependente, e um contido no outro, visto que, se necessário, o yin pode estar durante o dia para repouso e regeneração e o yang aparecer à noite para atividade e luta.
O corpo constitui um todo, físico e mental, integral, formado de Yin e Yang. Na sua fisiologia a função é yang e as substâncias são yin; sem substância nutritiva não se produz energia (ATP). Sem energia não se pode obter o yin que vem da nutrição. Se ocorrer predominância de yin ou de yang por causa de certos fatores de adoecimento, há como conseqüência alterações fisiológicas que se transformam em processo patológico entre a desarmonia do Yin e do Yang.
A deficiência de Yin apresenta-se com calor no corpo, agitação e deficiência de yang apresenta frio corporal, adinamia.
As doenças, por mais complicadas que sejam, suas manifestações clinicas serão da desarmonia do yin e do yang, podendo-se sintetizar em síndromes yin ou síndromes com características yang. Se na inspeção da pele há cor clara ou vermelha, indica yang, se for cor opaca e pálida é yin.
Se a voz é alta, forte, indica yang, se a voz for baixa e respiração fraca, indicam yin; se o pulso estiver acelerado, forte tem característica yang; o pulso filiforme, fraco, lento tem características yin. Para tratar a hiperatividade de yang devido a deficiência de yin temos que ter técnicas para nutrir o yin e acalmar o yang. Enfim, temos que sedar o excesso e tonificar a deficiência com a finalidade de mudar o anormal e recuperar o estado de equilíbrio Yang e Yin.
Quando o lado Yang predomina, prevalece a sensação de calor, pele quente, voz alta e atitude ativa. O YANG interage com facilidade, faz contatos fácilmente, é expansivo, tende a ser lider e tem boa força muscular. O Yang é sexualmente ativo. O gordo Yang é aquele que concentra a gordura no tórax e no peito (forma de maçã), tem abdome estufado e duro, musculatura forte, tendência à hipertensão arterial. Quando desequilibrados emocionalmente, podem reagir com manifestações de iras. No momento seguinte podem chorar pedindo desculpas. Podem alternar simpatia com ódio. Pessoas excessivamente YANG tornam-se afobadas, fazem confusão, brigam no trânsito e nas filas, vivem com o "coração na mão", gerando uma cascata de adrenalina, cortisol e radicais livres que minan a saúde de todos os órgãos.
Quando o lado Yin predomina, prevalece a sensação de frio, mãos frias, frio na região lombar e genital, peso nas pernas, varizes, preguiça, cansaço, sonolência e diminuição da libido. O gordo YIN concentra a gordura no abdome inferior (forma de pêra), flacidez muscular no abdome, coxas e braços, celulite e pernas inchadas. Emocionalmente os desequilíbrios YIN expressam-se nas tristezas, distimias e depressões. Há tendência a engolir sapos, se abafar e não fazer valer a própria vontade.
.
Enquanto o YIN pode implodir, o YANG pode explodir.
De toda a forma, os dois extremos podem estourar, o YIN devido, por exemplo, à algum tipo e câncer e o YANG de infarte agudo do miocardio.
Não devemos estar muito YANG e nem muito YIN.
O equilíbrio, na verdade se faz quando predomina a energia YANG no sentido de estarmos ativos, atentos, com a pele morna. A vida é morna. Mãos, pés e região genital frios são sinais de baixa circulação de energia YANG que pode ser ativada com a alimentação.A alimentação pode ser o ponto inicial para uma reprogramação da rotina que também envolva pelo menos trinta minutos de alguma atividade física todos os dias. Procure perceber melhor os sabores e tudo aquilo que comer. Mastigue devagar.
Para emagrecer, exercite o ato de não repetir o prato nas refeições principais. Faça seis pequenas refeições ao dia e priorize os alimentos energéticamente mais indicados à sua natureza. Os alimentos também têm sua prevalência Yin ou Yang Alimentos Yin são aqueles que nos refrescam e acalmam e são indicados às pessoas em que predominam as característica Yang. Alimentos Yang são aqueles que nos aquecem e ativam e são indicados às pessoas onde predominam as características Yin.

Alimentos Yang indicados para pessoas predominantemente Yin:

Temperos picantes: alho, cebola, alho-poró, cheiro verde, noz moscada, pimenta, raiz forte.
Verduras e legumes, forma de preparo: cozidos, "ao vapor", refogados ou sob a forma de sopas.Proteínas animais: carne bovina, frutos do mar, peixes, aves. Forma de preparo: cozidos com temperos fortes.
Entre as frutas preferir:
mamão, pêssego,damasco, figo, maçã, ameixa seca, uva passa, e frutas assadas ou cozidas com canela.
Entre os grãos : feijões, lentilha, milho.
Chás indicados :
marapuama, ginseng, catuaba, cravo e canela, chá verde, chá mate, chá preto, chimarrão.

Alimentos Yin indicados para pessoas predominantemente Yang:

Verduras e legumes crus na forma de salada temperada com limão, azeite e folhas de hortelã. Entre elas : alface, rúcula, acelga, tomate, pepino, cenoura, beterraba, broto de feijão.Peixes e peito de frango grelhado, lombo de porco assado temperado com limão.
Entre as frutas preferir:
melão, melancia, abacaxi, pêra, tangerina, banana.
Entre os cereais :
arroz integral e aveia.
Chás indicados: hortelã, camomila, casca de abacaxi, chá de maçã, boldo, carqueja, flor de laranjeira.
.
Cardápios pró-emagrecimento Para pessoas yin

Café da manhã
1 xíc. (chá) com duas colheres de granola ou musli Chás que aquecem, como de maçã com canela, cravo, gengibre, catuaba, dente-de-leão, cebolinha, à vontade, ou
1 copo de suco de pêssego, mamão ou maçã
2 fatias de pão integral com peito de peru ou queijo branco ou pasta de grão-de-bico
Lanche
1 barrinha de cereal ou duas colheres (sopa) de granola ou 1 pacotinho de biscoito diet de fibras
Almoço
2 a 3 colheres (sopa) de arroz integral 1 colher (sopa) de feijão azuki ou soja 1 pedaço pequeno de peixe, de peito de peru ou de frango Vegetais cozidos à vontade e preparados com temperos picantes 1 colher (sobremesa) de raízes
Lanche
1 barrinha de cereal 1 fruta grelhada com canela Chás que aquecem, como maçã com canela, cravo, gengibre, catuaba, dente-de-leão e cebolinha, à vontade
Jantar
Sopa de vegetais ou hortaliças com torradas
Lanche
Chá de camomila, erva-doce ou capim-limão 1 maçã assada ou cozida com canela
Para pessoas yang

Café da manhã
1 a 2 fatias de pão integral light com queijo branco magro ou geléia de fruta 1 iogurte desnatado ou uma fruta: mamão, abacaxi, manga Chás que refrescam, como hortelã, melissa, carqueja, chapéu-de-couro, casca de abacaxi com hortelã, à vontade
Lanche
Suco de fruta com melancia, melão ou abacaxi 1 barrinha de cereais
Almoço
Salada crua de folhas à vontade 2 a 3 colheres (sopa) de arroz com vegetais 1 colher (sopa) de soja ou feijão azuki 1 pedaço pequeno de peixe ou outro fruto do mar
Lanche
1 fruta ou suco de mamão, abacaxi, manga, melancia ou tangerina
Jantar
Salada crua com legumes e vegetais à vontade (escolha entre abobrinha, agrião, rúcula, palmito, tomate, beterraba)
Lanche
1 fruta (mamão, abacaxi, melancia, melão, maçã, tangerina) e 1 chá digestivo, como o de carqueja. *Para adoçar, use açúcar mascavo, mel ou adoçante de estévia.
.
Nos outros dias monte o seu cardápio com base nesses dois, variando os alimentos.
.
http://dietaja.uol.com.br/Edicoes/150/artigo62124-2.asp
.

Este é um livro de consulta para toda a família. Escrito pelo nutrólogo João Curvo, cuja formação médica mescla a sabedoria e a prática das medicinas ocidental e oriental, A arte de se cuidar é uma espécie de manual para quem deseja manter-se saudável por toda a vida. Para conseguir isso, alerta o autor, é preciso ouvir os sinais do próprio corpo antes que ele entre em colapso. O autor aponta causas para algumas das principais doenças que afetam o homem moderno, como estresse, dor de cabeça, alergias, insônia, mau humor, frigidez, impotência, úlcera e falta de concentração, além de outras mais graves, como câncer, hipertensão e doenças coronarianas. Para ajudar a combatê-las, ele sugere dietas, explicando detalhadamente o valor de cada alimento e a importância de chás específicos, dos vários tipos de massagens e até de uma nova postura de vida que inclui a redisciplina alimentar.

Esta edição, após sete anos do primeiro lançamento, é praticamente um novo livro, tantas foram as novas inserções de temas e diferentes abordagens. Entre as novidades, a análise de três momentos muito importantes na vida das mulheres: a gravidez, a amamentação e a TPM ou Tensão Pré-Menstrual. A menopausa, já abordada anteriormente, também está presente nesta nova versão, que trata, ainda, de transtornos de sentimentos como euforia e tristeza, insegurança, distúrbios da memória.

Segundo o autor, A arte de se cuidar pretende ensinar formas simples e práticas de se aumentar a qualidade de vida — verdadeira obsessão da sociedade moderna. Melhor do que combater as doenças, diz o médico, é manter a saúde. Isso que pode ser conseguido a partir de práticas cotidianas simples, como dormir e comer bem, fazer exercícios regularmente e manter acesa a vontade de viver. A medicina preventiva é a melhor arma, segundo João Curvo, para quem quer combater o desequilíbrio proporcionado pela agitação da vida contemporânea. Afinal, como ensina o Nei Ching, livro básico da medicina chinesa, esperar ficar doente para se cuidar é o mesmo que esperar ter sede para começar a cavar um poço.
Sobre o autor
O médico João Luiz Curvo de Almeida nasceu em 1955, em Corumbá. É clínico formado pela UFRJ. É pós-graduado em nutrologia na Santa Casa de Miserircódia do Rio de Janeiro, graduado em medicina chinesa pelo Instituto de Acupuntura do Rio de Janeiro, com estágio no China Shangai International Acupuncture Training. Casado, tem dois filhos e é autor de A dieta do yin e do yang para gordos, magros e instáveis.

Sem comentários: